quinta-feira, 5 de março de 2015

Teatro de Bonecos do Nordeste poderá ser reconhecido como Patrimônio Cultural do Brasil



Durante a 78ª reunião do Conselho Consultivo do Patrimônio Cultural, que acontecerá nesta quinta-feira (5/3), a partir das 9 horas, na sede do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (Iphan), de Brasília, será apreciado o processo de registro do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste - Mamulengo, Babau, João Redondo, Cassimiro Coco (TBPN) no livro de Formas de Expressão do Patrimônio Cultural Brasileiro. O pedido de inclusão no livro foi solicitado pela Associação Brasileira de Teatro de Bonecos (ABTB).
Durante sua instrução, o processo de registro do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste mobilizou os mais diversos segmentos, tais como mestres bonequeiros, instituições públicas e da sociedade civil, em cinco estados do nordeste do País, que participaram da pesquisa de campo, da realização de encontros e seminários.
A Secretaria de Cultura de Fortaleza, por meio da Coordenadoria de Patrimônio Histórico e Cultural, participou desse processo, apoiando o Encontro Cassimiro Coco Ceará, realizado pelo Iphan, em abril de 2013. A programação que marcou a etapa final do processo, teve como objetivo recolher e documentar informações minuciosas sobre teatro de mamulengo no Ceará.
Caso o bem seja considerado Patrimônio Cultural do Brasil, após o registro, será dado início ao processo de salvaguarda.
Além do processo de registro do Teatro de Bonecos Popular do Nordeste, também será avaliado, durante a reunião do Conselho, a proteção federal de mais dois novos bens: o tombamento do Sesc Pompéia, em São Paulo e dos Remanescentes do Hospital Juscelino Kubitschek, em Brasília.

Fonte: Secretaria Municipal da Cultura de Fortaleza

Postagens Recentes